Vem aí a peça do 12º Curso!

|
O Curso de Iniciação Teatral é uma iniciativa do Centro Cultural Português - Pólo do Mindelo, e desde a sua fundação, implica no programa pedagógico, uma componente prática com direcção artística - montagem de uma peça de teatro, e uma componente prática não dirigida, para avaliação final - os trabalhos finais de Curso.

A apresentação pública das peças sempre foi um momento especial, não só para quem está envolvido no processo, mas também, e cada vez mais, para a opinião pública mindelense, em geral, e os amantes do teatro, em particular. A curiosidade para saber qual o tema abordado e para ver «a nova fornada de actores» tem sido, a cada ano que passa, crescente.

Fazemos aqui um pequeno e resumido historial das peças apresentadas no âmbito dos cursos. O único que não teve «direito» a peça própria foi o V Curso de Iniciação Teatral, por motivos de falta de tempo dos envolvidos e da programação do grupo de teatro do CCP.

Eis as peças já apresentadas no âmbito do Curso de Iniciação Teatral:


XII Curso (2007) - «O Gato Malhado e Andorinha Sinhá - uma história de amor»


Fábula adaptada do conto de Jorge Amado
ESTREIA DIA 29 DE JUNHO DE 2007

XI Curso (2006) - «Ilha Ancorada»


Homenagem aos autores claridosos, com destaca para Manuel Lopes

X Curso (2005) - «Sofamilia»


Uma parábola à "ditadura" da televisão

IX Curso (2004) - «Tertúlia»


Abordagem cénica a seis poetas cabo-verdianos

VIII Curso (2002) - «Sete Pecados Capitais»


Os pecados à moda crioula

VII Curso (2000) - «Figa Canhota»


As crenças e superstições dos cabo-verdianos

VI Curso (1998) - «Mancarra»


O comportamento das pessoas no cinema

IV Curso (1996) - «A Birra do Morto»


Um morto que não quer ser enterrado

III Curso (1995) - «Fragmentos»


Exercício cénico dedicado a temáticas crioulas

II Curso (1994) - «Eu Sou Teu Escravo?»


Uma abordagem à escravatura, ontem e hoje

I Curso (1993) - «Fome de 47»


Retrato de um dos maiores dramas da nossa história

1 comentários:

Eileen disse...

Não vi todos, mas os 7 pecados mortais foi simplesmente magnífico... e completamente hilariante, que é do que os crioulos gostam...